Navegação

Meditação


Aproximação à Hierarquia na Lua Cheia

A Lua Cheia é um período especial no qual as energias espirituais estão particularmente disponíveis e facilitam uma relação mais estreita entre a humanidade e a Hierarquia. Cada mês, as energias que fluem trazem as qualidades específicas da constelação influente nesse mês. À medida que essas energias afetam, consecutivamente, a humanidade, vão estabelecendo os “atributos divinos” na consciência humana. Como aspirantes e discípulos, intentamos canalizar a afluência espiritual até as mentes e os corações dos seres humanos e, desta maneira, fortalecer o vínculo que une o reino humano com o Reino de Deus.

Tanto as pessoas, individualmente, como os grupos e a humanidade no seu conjunto, podem começar a trilhar o Caminho de Aproximação. No momento dessas Aproximações, sempre que o contato é conseguido de forma grupal, podem ser contatadas energias que não estamos acostumados a contatar normalmente. Desta maneira, o grupo e a humanidade se enriquecem e vitalizam-se.

Nota Chave da Aproximação com a Hierarquia na Lua Cheia:

“Aquele que volta o rosto para a luz e permanece no seu esplendor fica cego para os assuntos do mundo dos homens e entra no Caminho Iluminado que leva ao Grande Centro de Absorção. Mas aquele que sente a necessidade de entrar nesse caminho e ama seu irmão que se encontra no caminho obscuro gira sobre o pedestal de luz e volve na direção oposta. Dirige seu rosto para a obscuridade e, então, os sete pontos de luz dentro de si mesmo irradiam a luz para o exterior e eis que os rostos daqueles que estão no caminho obscuro recebem essa luz. Para eles o caminho já não está tão escuro. Por trás dos guerreiros, entre a luz e a obscuridade, resplandece a luz da Hierarquia”.

MEDITAÇÃO: DEIXANDO A LUZ ENTRAR

I - FUSÃO GRUPAL. Afirmar a realidade da fusão grupal e da sua integração no centro cardíaco do Novo Grupo de Servidores do Mundo, o mediador entre a Hierarquia e a Humanidade:

Sou uno com meus irmãos de grupo e tudo que tenho é deles. Que o Amor que há em minha alma derrame sobre eles. Que a força que há em mim se erga e os ajude. Que os pensamentos que minha alma cria os alcancem e os encorajem.

II - ALINHAMENTO. Projetar uma linha de energia iluminada para a Hierarquia Espiritual do Planeta, o coração planetário, o Grande Ashram de Sanat Kumara; e para o Cristo no coração da Hierarquia. Estender a linha de luz para Shamballa, o centro onde a vontade de Deus é conhecida.

III - INTERVALO SUPERIOR. Manter a mente contemplativa pronta para receber as energias extraplanetárias que afluem de Shamballa e irradiam através da Hierarquia. Mediante o uso da imaginação criativa, esforçar-se para visualizar os três centros planetários – Shamballa, a Hierarquia e a Humanidade – entrando gradualmente em alinhamento e interação.

IV - MEDITAÇÃO. Refletir sobre o pensamento semente:

Utilizar a nota chave corresponde ao signo do zodíaco

V - PRECIPITAÇÃO. Utilizando a imaginação criativa, visualizar as energias de Luz, Amor e Vontade para o Bem, fluindo por todo o Planeta e sendo ancoradas na Terra nos centros preparados no plano físico, através dos quais o Plano pode se manifestar. (Utilizar a sêxtupla progressão do Amor Divino, seguindo a precipitação de energia: de Shamballa à Hierarquia, ao Cristo, ao Novo Grupo de Servidores do Mundo, aos homens e mulheres de boa vontade em qualquer parte do mundo, e aos centros físicos de distribuição).

VI - INTERVALO INFERIOR. Enfocar novamente a consciência, como grupo, na periferia do Grande Ashram e juntos afirmar:

No centro de todo amor, eu permaneço; Daquele centro, eu, a Alma, me expandirei; Daquele centro, eu, aquele que serve, trabalharei; Possa o amor do Divino Ser se derramar em meu coração, através do meu grupo e por todo o mundo.

Visualizar a descida do fluxo espiritual liberado de Shamballa, passando através da Hierarquia e fluindo para a humanidade mediante o canal preparado. Considerar de que maneira estas energias entrantes estabelecem o “Caminho de Luz” para o advento do Instrutor Mundial, o Cristo.

VII - DISTRIBUIÇÃO. Entoar a Grande Invocação, visualizando a afluência de Luz, de Amor e de Poder, fluindo da Hierarquia Espiritual para as cinco entradas planetárias: Londres, Darjeeling, Nova York, Genebra e Tóquio, iluminando a consciência de toda a raça humana:

A GRANDE INVOCAÇÃO

Do ponto de Luz na Mente de Deus
Flua luz às mentes dos homens.
Que a Luz desça à Terra.

Do ponto de Amor no Coração de Deus
Flua amor aos corações dos homens.
Que o Cristo volte à Terra.

Do centro onde a vontade de Deus é conhecida
Guie o propósito as pequenas vontades dos homens –
O propósito que os Mestres conhecem e a que servem.

Do centro a que chamamos raça dos homens
Cumpra-se o Plano de Amor e Luz.
E que ele vede a porta onde mora o mal.

Que a Luz o Amor e o Poder restabeleçam o Plano na Terra.

OM OM OM

Início